Vídeo-performance gravado durante a Copa do Mundo no Brasil em Junho de 2014, no calçadão da Praia de Copacabana, Rio de Janeiro. Este trabalho questiona os clichês do Brasil sob a ótica do estrangeiro, dando continuidade às questões de Mariana Pimentel no solo “We don’t have money, but we are funny”, que estreou em Lisboa/ Portugal no ano de 2009. Este vídeo surgiu como uma primeira ação da proposta de experimentar o solo como um videodança, tornando-se, porém, um trabalho em si que é na verdade uma brincadeira entre ficção e realidade: ao mesmo tempo que explicita a condição do artista de rua que usa artifícios performativos diversos para atrair o público e ganhar algum dinheiro, configura-se como um ato político que coloca em evidência a imagem da mulher brasileira clichê como atração turística, instigando o comportamento irônico – ou não – dos estrangeiros.

 

CONTATO

Para nos achar, mande uma mensagem!
Teremos o maior prazer em fazer contato!